quinta-feira, 1 de dezembro de 2011

Caso Marcelinho: bêbado e agressivo, delegado irmão de suposta vítima de estupro ameaça jornalistas; vídeo

Aparentando embriaguês, e manifestando agressividade, o delegado Rodrigo do Rêgo Pinheiro, titular da delegacia do distrito de São José da Mata, em Campina Grande, irmão da advogada Rosália de Abreu, suposta vítima de estupro por parte do jogador Marcelinho Paraíba, ameaçou jornalistas nesta manhã na Central de Polícia de Campina Grande.armado, ele chama o jornalista que o entrevistava de idiota e estapeia o microfone. Antes, ele confessou que efetuou disparos na granja do jogador."Devia ter atirado na cara dele", disse o delegado, que estava na festa promovida pelo jogador em sua granja e teria até pedido autógrafo a Marcelino Paraíba.Em certo momento do vídeo (veja abaixo), o delegado diz que se o cinegrafista o filmar 'ele vai perseguir'.Apontando para a arma, ainda ameaça: "aqui tem seis amigas", se referindo a quantidade de balas que carregaria em seu revólver.O delegado se irritou com questionamentos a respeito da severidade da pena aplicada ao jogador, levado preso para o Serrotão."Você acha que vou deixar de processá-lo por causa disso? Acha que eu sou um frouxo?" "Vai pegar minha irmã pelo cabelo, morder a boca e vou amarelar?"

"Tá sacaneando com minha cara por que?"
"O cara vai beijar minha irmã e vai para a cadeia".

AntecedentesO delegado responde a processos por indisciplina e constrangimento.
Um dos processos, em curso na Comissão de Disciplina da Corregedoria de Polícia Civil da Paraíba, mostra que em 2006 ele processado por abuso de poder e submissão de pessoa à tortura e constrangimento. A vítima teria sido uma mulher grávida de quatro meses.
Um ano depois, o delegado voltou a ser notificado ao ser flagrado usando viatura policial, em companhia de menores, e fazendo uso de bebida alcoólica.

Nenhum comentário: